• Dra. Maithê

Veja quando os alimentos afetam o efeito dos medicamentos

Atualizado: Jun 3


Algumas misturas podem diminuir ou cortar o efeito de medicamentos, chegando até mesmo a prejudicar a saúde

A eficácia de um medicamento muitas vezes varia conforme o modo em que é ingerido: se em jejum ou não, se de dia ou de noite ou se em conjunto com determinados alimentos.


Com relação aos alimentos, algumas misturas podem diminuir ou até mesmo cortar o efeito de medicamentos, chegando às vezes a provocar resultados perigosos para a saúde.


Por isso, é sempre importante seguir fielmente a prescrição médica e ler a bula. Se houver dúvida, não deixe de esclarecê-las com seu médico.


Combinações que prejudicam


Antialérgicos podem ser anulados se ingeridos com suco de laranja ou toranja.


O ferro na forma de medicamento tem efeito reduzido se consumido durante a refeição. E será mais bem absorvido se engolido com suco de laranja, devido ao PH ácido.


A erva de São João, indicada para depressão moderada, chega a cortar em até 60% o efeito da pílula anticoncepcional.


O álcool pode anular o efeito do paracetamol e provocar intoxicação hepática. Pode ainda cortar o efeito de antibióticos e potencializar os seus efeitos colaterais.


O anticoagulante pode ser prejudicado se não houver um intervalo de 6 horas entre a sua ingestão e o consumo de vitamina k, que está presente em verduras escuras como brócolis, escarola, e outras.











Mitos e verdades



1. Medicação chega a fazer mal se misturada a determinados alimentos.


Verdade.

Um asmático não pode tomar café, chá ou chocolate logo após aspirar um broncodilatador em um nebulizador, pois pode sofrer ou aumentar a taquicardia. Por outro lado, o xarope para tosse não deve ser consumido juntamente com vitamina C, pois, neste caso, a molécula do remédio pode ser bloqueada, provocando náusea, dor de cabeça e vômito.


2. Feijão não atrapalha a absorção de medicamentos

Mito – A digoxina, usada para bombear o coração de pacientes com insuficiência cardíaca, pode ter o seu efeito prejudicado se o seu uso não guardar um intervalo de 4 horas em relação ao consumo de feijão.


3. Alguns remédios só podem ser ingeridos em jejum

Verdade – Inibidores de bomba como omeprazol e pantoprazol, além de remédios para tireoide, só serão absorvidos em jejum.



4. Maçã não interfere na ação dos analgésicos.

Mito – O consumo de maçã deve guardar um intervalo de 4 horas em relação à ingestão do paracetamol, em função de uma fibra chamada pectina, que prejudica a absorção do medicamento.


5. Antidepressivos não podem ser ingeridos com alimentos fermentados

Verdade – Antidepressivos do tipo IMAO, como fluoxetina, sertralina e citalopram, não devem ser ingeridos com alimentos fermentados como vinho, queijos e embutidos, pois podem provocar pico de hipertensão.



Perguntas e respostas


1. Algum remédio pode cortar o efeito da pílula anticoncepcional?

Sim, os anticonvulsivantes como Hidantal, fenitoina e carbamazepina.


2. Não consigo tomar meu remédio de tireoide em jejum. O que posso fazer?

Você pode tomar de madrugada. Por outro lado, se já tomou café e esqueceu o remédio da tireoide, o ideal é esperar 4 horas e aí então ingeri-lo. Depois, aguarde de novo, por 30 minutos, e ai pode se alimentar novamente.


3. Qual é o melhor horário para tomar vitamina D?

As vitaminas A, D, E e K são lipossolúveis e, por isso, são mais bem absorvidas após uma alimentação com mais gordura.


4. Qual é o melhor horário para tomar vitamina C?

Pela manhã, por causa da absorção.

247 visualizações1 comentário
Clínica Dra. Maithê P. Tomarchio
Rua Maestro Cardim, 407, Conjunto 608 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefones: (11) 3283-1333 / (11) 2495-6172
Desenvolvimento: