• Dra. Maithê

Como equilibrar o organismo com vitaminas

Como não são produzidas pelo organismo, as vitaminas devem ser obtidas dos alimentos ou por suplementação.

Se você não consegue ter variedade no prato, faça exames e suplemente as vitaminas

As vitaminas são substâncias fundamentais para a saúde:

  • São importantes para a constituição das células.

  • Ajudam a manter a saúde da pele e das mucosas.

  • Fortalecem o sistema imunológico.

  • Fornecem energia ao organismo.

  • Atuam em conjunto com enzimas, promovendo o perfeito equilíbrio do corpo.


Como não são produzidas pelo organismo, as vitaminas podem ser obtidas através de uma alimentação variada, por meio de legumes, frutas, verduras, carnes, ovos e leite.

Assim, a alimentação não balanceada pode provocar deficiência de vitaminas que, por sua vez, produz diferentes efeitos no organismo tais como fraqueza, dor de cabeça, dispneia, inchaço nas pernas e outros. Se a carência for aguda, os problemas chegam a afetar a visão e o sistema nervoso.

Por isso, é importante realizar exames regulares de sangue para verificar quais vitaminas estão faltando e se é necessário recorrer à suplementação.











Mitos e verdades

1. Fadiga, cansaço e sono fora de hora podem ser sintomas de falta de vitaminas.

Verdade – Os sintomas podem englobar fraqueza crônica, indisposição e dificuldade para levantar da cama pela manhã. Também podem ocorrer queda de cabelo e pequenas manchas na pele. Mas as consequências são bastante diversas. A ausência da vitamina B9, por exemplo, pode afetar a capacidade de concentração, chegando a provocar depressão.

2. Diabéticos e obesos precisam ficar atentos aos índices de vitamina D no organismo

Verdade – Além de ter a função de fixar o cálcio nos ossos e evitar a osteoporose, a vitamina D também atua no fortalecimento do sistema imunológico, combatendo as inflamações provocadas pela obesidade e diabetes.

3. Dieta vegetariana pode levar à deficiência de vitamina B12

Verdade – As principais fontes da vitamina B12 são alimentos de origem animal como carne, frango, peixe e ovos. Como o vegetariano elimina a carne da dieta e o vegano exclui até o ovo, ambos precisam estar atentos aos níveis desta vitamina no organismo a fim de colocar em prática uma possível suplementação. Assim, eles estariam evitando consequências como fadiga crônica, queda de cabelo e baixa imunidade.





Perguntas do público

1 - Tenho 48 anos e tomo remédio para pressão e colesterol. Tenho uma rotina muito corrida e não consigo ter uma dieta variada. Como posso compensar esta situação para não ficar com déficit de vitaminas?

É uma situação muito comum. As pessoas trabalham muito, têm uma vida corrida e não fazem atividade física. Mas vitamina é essencial. É necessário fazer um esforço para consumir mais frutas, legumes e verduras. É preciso organização e disciplina. Se você não consegue ter variedade no prato, faça os exames e suplemente as vitaminas.

2 – Eu fiz cirurgia bariátrica há 7 anos e uso vitamina por boca. Mas meus exames nunca estão normais. Porque isto acontece?

Dependendo do tipo do procedimento cirúrgico, o paciente pode ter mais absorção ou não de vitaminas. Em geral, após as grandes cirurgias bariátricas (do tipo baypess), o paciente deixa de absorver as vitaminas A, D, E e K. Assim, a suplementação por via oral às vezes não funciona. Nesse caso, é preciso usar a vitamina por via intramuscular ou intravenosa.

3- É verdade que excesso de vitamina engorda?

Algumas vitaminas - como as do complexo B - podem abrir um pouco mais o apetite. Mas não, necessariamente, engordam. O excesso de vitamina, por outro lado, pode causar outros tipos de efeitos. O excesso de vitamina A, por exemplo, chega a causar cegueira noturna, alterações na pele e rachaduras na boca. O excesso de vitamina D pode provocar calcificação e vitamina K em demasia pode ocasionar distúrbios de coagulação.

4 – Existe alguma vitamina que ajude a prevenir aCovid-19?

Prevenir não é possível. A Covid é uma doença viral. O vírus entra pelas vias aéreas e, em contato com o corpo,vai causar a inflamação. Mas as vitaminas podemaumentar a sua imunidade, evitando as complicações da Covid. Nesse sentido, a vitamina C pode contribuir, juntamente com zinco e selênio. O própolis e a cúrcuma também ajudam. Entre os alimentos, os destaques são para as castanhas, as verduras escuras e o atum, que têm várias propriedades.

5 – Ouvi dizer que a vitamina E ajuda a tratar a gordura do fígado. É verdade?

Pode ajudar sim, pois a vitamina E já foi estudada como antioxidante para esteatose hepática. Também já foi estudada para casos de demência, como o Alzheimer.

91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Clínica Dra. Maithê P. Tomarchio
Rua Maestro Cardim, 407, Conjunto 608 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefones: (11) 3283-1333 / (11) 2495-6172
Desenvolvimento: