• Dra. Maithê

Cansaço e ganho de peso podem ser sintomas de doença

A tireoidite de Hashimoto é a causa mais frequente do hipotireoidismo em mulheres jovens.

Apesar severa, a doença pode ser tratada com facilidade

A tireoidite de Hashimoto afeta 5% da população entre os 30 e 50 anos e é a causa mais frequente do hipotireoidismo em mulheres jovens.

Sintomas como cansaço, ganho de peso, falta de iniciativa, descontroles emocionais, queda de cabelo, pele seca e fria, diminuição do apetite e sonolência são típicos da doença.

A tireoidite de Hashimoto, juntamente com hipotireoidismo, pode também enfraquecer a memória do paciente, que passa a ganhar peso de forma constante. Nos casos mais graves, chega a gerar parada cardíaca.

Contudo, apesar severa, a doença pode ser tratada com facilidade. Por isso, o seu diagnóstico é muito importante e requer apenas exames de sangue para dosagem dos hormônios T3, T4L e TSH, além da presença de anticorpos antitireoide: ac anti TPO e ac anti tg.

Normalmente, o tratamento é realizado com Levotiroxina. O acompanhamento do paciente, em geral, recomenda novos exames de sangue a cada 6 meses. A dosagem só pode ser alterada por médicos após avaliação de exame laboratorial e nunca em função dos sintomas.

O que é

A tireoidite de Hashimoto acontece a partir de um erro do sistema imunológico, que passa a fabricar anticorpos contra as células da tireoide.

Esse ataque provoca a destruição da glândula ou a diminuição de sua função, causando o hipotireoidismo.

Em geral, os sintomas aparecem quando o hipotireoidismo já está estabelecido.

Entretanto, entre as pessoas diagnosticadas com a doença, apenas 5% terão a tireoide destruída.

Quais as causas

Uma das causas é a genética, mas a doença também pode ser deflagrada por fatores ambientais como má alimentação, falta de exercícios, estresse excessivo e noites mal dormidas.

Outra causa é composta pelos disruptores endocrinológicos:

- São substâncias químicas que parecem estrogênio, mas são tóxicas, pois prejudicam a função dos hormônios naturais e a forma como eles se comunicam com as células.

- São encontrados em pesticidas, inseticidas, conservantes (de plásticos e madeiras) e até mesmo em alimentos industrializados, além de produtos de higiene e cosméticos.











Mitos e verdades

Quem tem tireoidite de Hashimoto precisa retirar a tireoide.

Mito – Só 5% das pessoas com a doença vão sofrer um ataque completo da tireoide e não existe indicação de retirada da tireoide e sim reposição hormonal.

Quem tem a doença sempre apresenta sintomas

Mito – Muitas pessoas nem sabem que têm a tireoidite de Hashimoto. Elas vivem cansadas, fatigadas, têm perda de memória, queda de cabelo, engordam com facilidade... mas vão levando a vida,

O estresse pode ocasionar a tireoidite de Hashimoto

Verdade – O estresse pode despertar os anticorpos. Mas não qualquer estresse, como uma briga de trânsito, e sim quadros mais graves como separação ou uma morte na família. Além disso, o distúrbio pode também ser ocasionado por uma cirurgia mais complexa, além de medicamentos que provocam queda da imunidade.






Perguntas do público

1 – Nos meus exames, os hormônios T4, T3 e TSH sempre estão abaixo do normal. Isso seria predisposição ao Hashimoto ou algum tipo de hipotireoidismo?

Na Tireoidite de Hashimoto, o T3 e T4 são baixos e o TSH é alto. Se os 3 indicadores estão baixos, é possível que exista um problema central na hipófise ou no hipotálamo, que é um caso mais raro.

2 – Quem tem tireoidite de Hashimoto pode ter mais dificuldade de engravidar?

Sim. Todas as doenças autoimunes podem desencadear outras doenças autoimunes. Existe uma que se chama ooferite autoimune, que ataca o ovário e é uma das causas da mulher não conseguir engravidar . E o próprio Hashimoto pode estar envolvido na infertilidade .

3 – Ouvi dizer que é preciso consumir alimentos ricos em iodo para melhorar o Hashimoto. É verdade?

O iodo é um dos metabólicos para produção do T3 e T4, que são os hormônios da tireoide. Porém, tanto a falta como o excesso de iodo fazem mal para tireoide. Por isso, é preciso tomar cuidado com o seu consumo.

115 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo